Exposição Permanente

“Aos seis anos eu queria ser cozinheiro. Aos sete eu queria ser Napoleão. E a minha ambição foi crescendo firmemente desde então.”

 Salvador Dalí 

Como são os bastidores de uma Psicóloga?

Como são os bastidores do seu projecto/trabalho?

Álvaro Augusto de Oliveira Sanches

Guarulhos, Brasil

Do Outro Lado

“Desenho a mão livre passa por um processo de estudo, estudos além do literário acadêmico, um estudo sobre a composição do que será feito, começo me perguntando : – O que irei expressar nesta folha? Como farei isso? Qual será o meu primeiro passo?
 
Rabisco muito antes de definir um esboço, utilizo as vezes mais de uma folha para isso como a fotografia acima mostra (observe a folha cheia de rabiscos a esquerda), sendo um desenho colorido escolho os tons, sendo um desenho em grafite defino com muito mais detalhes os campos de luz e sombras, …
 
Enfim, como tudo na vida a arte ou o desenho tem seu tempo de nascer, ser desenvolvida e finalizada, e esse é o valor real da minha profissão,  o tempo que se leva e qualidade do que se é produzido. 
 
E você? Já conseguiu ver o seu valor profissional?” 

Ana Filipa Almeida

Albergaria-A-Velha, Portugal

 

“Ser assistente social também é aprender a fazer origamis!” 

Luzia Scalercio

Rio de Janeiro, Brasil

O jardim da Luzia.

Catarina Lopes e Óscar Ângela

Coimbra, Portugal

 

“Estes são os meus bastidores.. suspensa temporariamente a enfermagem e com a “profissão” de mãe a tempo inteiro toda a dedicação e todas as atividades são para o meu amor maior.”

 

“O cavalo que anda a restaurar para a Eva.”

Filipe Augusto

Barcelona, Espanha

 

“CAOS”

 

 

Natacha Pessanha

Madrid, Espanha

 

“Tech Support Home Office, proposta da minha empresa para amenizar a quarentena (sejam brincalhões mostrem o vosso espaço de trabalho) no meu caso Tech Support Witch.”

“Bruxinando página do Instagram de fotografias de cozinha caseira com influências na gastronomia do mundo e dos países que vou visitando onde adquiro especiarias locais e quando encontro livros de cozinha também.”

 

 

“Viagem à China (a última que fizemos) dois momentos únicos de troca de humanidade e do que mais gostamos de fazer quando viajamos e enche-nos o coração de alegria e amor.”

 

“O único valor que considero revolucionário é a bondade, que é a única coisa que conta.”

José Saramago

 

E com a enorme bondade do Álvaro, da Filipa, da Catarina, do Óscar, da Luzia, do Filipe e da Natacha esta ideia tomou forma.

Os bastidores dos nossos projectos revelam-nos por inteiro e muito para além da profissão. São pausas para viver e são amor. São dedicação, introspecção e empenho. Simplicidade, sentido de humor e prazer. São uma mochila às costas e passos para além do conhecido. A expansão do horizonte.

Num tempo em que a depressão e a ansiedade crescem pela saudade das pessoas, das rotinas e dos nossos lugares, a participação e concretização da existência desta Galeria é um grito de esperança e a afirmação de vida. 

Se por um lado esta pandemia parece convidar a uma espera pela vida como a conhecemos, também tem sido comum a partilha de uma perspectiva oposta, de fim da vida tal como a conhecemos. E se por agora a entendêssemos como estando a fazer uma actualização? Vivemos de forma mais lenta, com prejuízo, mas com tempo para planear e aproveitar de uma outra forma aquilo que parece nunca ser possível. Eventualmente teremos de reiniciar várias dimensões daquilo que entendemos como a nossa realidade, mas e se daqui levarmos o que nos acrescenta? A expansão da nossa perspectiva sobre nós mesmos? Do que estamos a viver, o que nos poderá ser útil no futuro? 

Um enorme obrigado a estes 7 artistas, que partilharam 14 fotografias, provenientes de 6 cidades de 3 países diferentes. 

Obrigada pela maior das gentilezas para comigo e por terem acedido ao meu convite.

 

Terminando aqui a visita à Exposição “Como são os bastidores do seu projecto?”, para voltar à Galeria e/ou visitar uma outra exposição, por favor siga por AQUI.